BIBLIOGRAFIA

Apesar de ter dedicado mais de sessenta anos de sua vida à atividade literária, Eulálio Motta publicou apenas três livros de poesias, alguns poemas dispersos em jornais, revistas e panfletos. Essas publicações representam menos de um terço de sua produção literária que se encontra inédita em documetos de seu acervo.
Entre os anos de 1927 e 1929, Eulálio Motta publicou sonetos nas revistas A Luva, Renascença, Vanguarda , nos jornais O Imparcial, Caderno da Bahia, Diário de Notícias e A Tarde. Naquele período a sociedade soteropolitana interessava-se pela poesia de herança parnasiana e os periódicos abriam espaço para esse tipo de poesia.
Em 1931, ele publicou seu primeiro livro de poesias Illusões que passaram…
Em 1933, veio a lume o segundo, Alma enferma.
O terceiro livro, Canções do meu caminho , teve duas edições. A primeira em 1948, editado pela tipografia do jornal O Serrinhense e a segunda em 1983, sem mencionar a editora.
Nos papéis de Eulálio Motta, constam títulos e índices de livros que ele não chegou a publicada.


LIVROS
ilusoes-passaram MOTTA, Eulálio de Miranda. 1931. Illusões que passaram… Salvardo: A Luva.alma-enfermaMOTTA, Eulálio de Miranda. 1933. Alma enferma. Salvador: Imprensa Vitória.capa-cancoesMOTTA, Eulálio de Miranda. 1948. Canções de meu caminho. 1. e.d. Serrinha: O Serrinhense.cancoes-caminho1
MOTTA, Eulálio de Miranda. 1983. Canções do meu caminho. 2. e.d., [s.l.].

 

Anúncios