O JORNALISTA

EF2.435.CV3.07.002aEulálio Motta participou ativamente de diversos jornais do interior da Bahia. No semanário Mundo Novo, da cidade homônima, ele manteve uma coluna permanente intitulada Rabiscos,entre 1926 e 1932, onde publicava causos engraçados, crônicas do cotidiano e fazia comentários de leituras sobre temas variados (literatura, economia, política, etc.). Em 1933, o Mundo Novo, mudou-se para a cidade de Jacobina e passou a se chamar O Lidador. N’O Lidador, ele não tinha uma coluna, mas, durante algum tempo, foi um dos colaboradores mais ativos. A partir de 1935, as publicações de Eulálio Motta começaram a ficar escassas, nesse jornal, até que em 1942 ele teve um desentendimento com o proprietário e deixou de publicar no O Lidador. Em 1945, Eulálio Motta iniciou a sua participação no jornal O Serrinhense. Nesse quinzenário, ele tinha uma coluna intitulada Atualidades onde publicava vários tipos de textos, crônicas, impressões de leituras, crítica política etc. A sua participação no O Serrinhense estendeu-se até o final da década de 1950. Eulálio Motta ainda participou ativamente nos jornais Gazeta do Povo de Feira de Santana,Folha do Norte de Morro do Chapéu e Vanguarda de Jacobina.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s